Ipem: Doces de festa junina comercializados no Interior apresentam erro no peso

Cerca de 25% dos 44 produtos verificados estavam irregulares - Multas serão estipuladas após análise jurídica

ter, 08/06/2004 - 15h11 | Do Portal do Governo

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, realizou uma operação de fiscalização em doces de festa junina em cinco cidades do interior: Bauru, Campinas, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e Presidente Prudente. Os metrologistas do Ipem-SP constataram irregularidades na marca de doces Mindy em Bauru, Campinas e São José do Rio Preto.

O problema encontrado foi com o peso nas unidades analisadas. Em Campinas, por exemplo, 14 amostras do doce de abóbora Mindy, da Ind. Com e Exp. Prods Alimentícios Santa Eliza Ltda foram verificadas. Após os testes, detectou-se uma média de 4,62% a menos do produto nas amostras coletadas. Houve, inclusive, em uma das unidades, um erro de 20,8 gramas no total do valor estipulado na embalagem, 450 gramas.

Em Ribeirão Preto e Presidente Prudente não foram encontrados erros na média dos produtos analisados. Entre outros itens, verificou-se nessa fiscalização milho para pipoca, bebidas, papel de seda para confecção de bandeiras de São João, barbantes, paçoca, vinho tinto, pé de moleque e cachaça.

A partir de agora, os produtores responsáveis pelos produtos com erro têm 15 dias para se defender junto ao Ipem-SP. Após esse período, a superintendência do Instituto realizará uma análise jurídica e administrativa para estipular o valor da multa a ser paga. Caso os produtores não consigam demonstrar-se isentos da responsabilidade da infração, estarão sujeitos ao pagamento da multa. As multas podem variar de R$ 100 a R$ 50 mil.

Para fazer alguma reclamação, denúncia ou ainda para esclarecer dúvidas o Ipem-SP disponibiliza à população o telefone da ouvidoria 0800 13 05 22, que funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. As ligações são gratuitas.

Da Assessoria de Imprensa da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania