Habitação: Secretaria sorteia 158 casas neste domingo em Presidente Prudente e região

Além de Presidente Prudente, serão beneficiados os municípios de Pracinha e Salmourão, com investimento total de R$ 1,5 milhão

qui, 23/12/2004 - 13h54 | Do Portal do Governo

O secretário de Estado da Habitação Mauro Bragato sorteia neste domingo, dia 26, mais 158 casas da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), em Presidente Prudente e Região. Além de Presidente Prudente, serão beneficiadas as cidades de Pracinha e Salmourão. O investimento na construção das moradias está estimado em R$ 1,5 milhão

A agenda inicia em Presidente Prudente, às 10h, onde serão sorteadas 95 casas. A solenidade acontece no Distrito Floresta do Sul, na Escola Estadual Professora Celestina de Campos Toledo Teixeira, rua Sebastião Rodrigues de Souza, n° 573. Estão inscritas 141 famílias, das quais 85,21% (121) possuem rendimentos mensais entre um e três salários mínimos. As senhas para participar do sorteio já foram retiradas pelos inscritos. Os imóveis, orçados em R$ 925,1 mil, serão erguidos no Distrito Floresta do Sul, por meio do programa Autoconstrução (Habiteto).

Depois, em Pracinha, às 16h, acontece o sorteio de 33 casas também pelo programa Autoconstrução (Habiteto). O evento será na quadra coberta da Escola Taieka Takahahi Gimenes, na avenida Independência, s/n°. As senhas também já foram retiradas pelos inscritos. As casas serão erguidas na rua Costa Aguiar, centro, com recursos da ordem de R$ 346,8 mil. Estão inscritas 63 famílias, das quais 93,65% (59) possuem rendimentos entre um e três salários mínimos.

Por fim, às 18h, em Salmourão, serão sorteadas 30 casas, na Praça da Bandeira, no centro da cidade. Os inscritos já retiraram as senhas para poderem participar do sorteio. As casas serão construídas próximo à rotatória da Vicinal Antônio Gonçalves de Castro, que interliga as cidades de Salmourão e Rubiácea. Estão inscritas 149 famílias, das quais 90,60% (135) ganham entre um e três salários mínimos. O investimento na construção das 30 casas está estimado em R$ 315,3 mil e serão erguidas por meio do Programa Pró-Lar Autoconstrução (Habiteto)

Do total de moradias sorteadas no município de Presidente Prudente, 7% são destinadas a portadores de deficiência e 4% para policiais, e das unidades em Pracinha e Salmourão, 7% são designadas a portadores de deficiência, 5% aos idosos e 4% para policiais. Os imóveis sorteados possuem 43,18 m² de área construída, dois dormitórios ( podendo ser ampliado para quatro), sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

No Autoconstrução (Habiteto) compete às prefeituras a doação do terreno, com toda a infra-estrutura, a compra das cestas de material de construção e a administração das obras, que são executadas pelos futuros moradores, em regime de autoconstrução. A CDHU fornece o projeto e repassa os recursos às prefeituras para a compra do material e supervisiona todas as etapas dos trabalhos.

Investimentos Locais – De 1995 a 2002, a cidade de Presidente Prudente foi contemplada com 1.208 moradias e de 2003 até o momento outras 139 foram entregues. Mais 220 estão em produção com recursos da ordem de R$ 4 milhões. O município de Pracinha de 1995 a 2002 foi beneficiado com 26 casas. A cidade de Salmourão de 2003 até hoje foi contemplada com 49 unidades. Na região de Presidente Prudente, de 2003 até agora, foram viabilizadas 3.293 unidades, resultado de um investimento de R$ 38,6 milhões. Destas, 1.143 foram entregues e 2.150 estão em construção.

Outros Investimentos – Em todo o Estado, a CDHU possui outros programas em andamento, além do Autoconstrução, que fazem parte do Pró-Lar. São eles: Núcleo Habitacional por Empreitada Global e Integral, Atuação em Cortiços, Atuação em Favelas e Áreas de Risco, Mutirão Associativo, Rural, Microcrédito Habitacional, Moradias Indígenas, Moradias Quilombolas, Melhorias Habitacionais e Urbanas e Crédito Habitacional.

Por meio deles, a CDHU já viabilizou 83.845 moradias no Estado, resultado de um investimento de mais de R$ 2 bilhões. Destas, 33.754 unidades foram entregues entre janeiro de 2003 e novembro deste ano, e 50.091 estão em obras. Com isto, além de reduzir o déficit habitacional, a CDHU está garantindo a geração de mais de 60 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Da Superintendência de Comunicação Social da CDHU
Por Victor Emanuel Lopes

(LRK)