Educação: Região de Araraquara recebe kits de Padarias Artesanais

Evento também comemorou o sucesso do Programa Escola da Família

ter, 28/09/2004 - 14h21 | Do Portal do Governo

A Escola Estadual Bento de Abreu, localizada em Araraquara, recebeu no sábado, dia 25, a presidente do Fundo Social de Solidariedade (FUSSESP), a primeira-dama Lu Alckmin, o secretário-adjunto Paulo Barbosa e demais autoridades para a entrega de 124 kits das Padarias Artesanais. Além de comemorar a implantação das Padarias em 131 escolas, o evento também relatou as experiências bem-sucedidas do Programa Escola da Família.

Com a entrega dos novos kits, o programa de Padarias Artesanais beneficiará um total de 50 escolas da região de Araraquara, 37 unidades em São Carlos e mais 37 em Taquaritinga. Isto significa que todas as escolas estaduais da região já estão beneficiadas.

A primeira-dama do Estado, Lu Alckmin, agradeceu o empenho e a dedicação dos educadores, alunos e comunidade pelo sucesso dos programas Escola da Família e das Padarias Artesanais. “A atuação conjunta dos dois programas é um mecanismo imprescindível para a geração de renda e qualificação do trabalho. Através desta junção, está sendo possível construir um Estado mais justo”, disse.

O secretário-adjunto da Educação, Paulo Barbosa, falou do sucesso da parceria do Governo com as faculdades. “Esta parceria resultou na participação de 53 milhões de pessoas nas atividades de final de semana. Além disso, 25 mil jovens estão conseguindo realizar o sonho de conquistar o diploma”, acrescentou.

Universitários e educadores elogiam o Escola da Família

A bolsista-universitária da EE Bento de Abreu, Ariane de Souza Trotta, elogiou o programa. “Estou conseguindo transmitir o que aprendo na faculdade aos participantes das atividades. Isso funciona como um estágio para a minha carreira”, disse. Ariane é estudante de Educação Física e bolsista desde fevereiro de 2004.

Além da participação de alunos da escola onde atua, o educador-profissional da EE Josefa Maria de Oliveira, Renato Macedo, percebeu o interesse dos estudantes de diversas escolas nas atividades. “Muitos deles procuram cursos de qualificação para o trabalho como informática e línguas”, afirmou.

Para Andréia Araudi, educadora profissional da EE Professor Aderval da Silva, auxiliar no desenvolvimento das atividades do programa Escola da Família é muito gratificante. Ela coordena um grupo de 14 atores vestidos de palhaços e leva alegria aos idosos, doentes e crianças. “Com esta iniciativa, ajudamos quem não tem condições física e econômica de se deslocar para assistir uma peça teatral ou uma apresentação musical”.

A participação dos voluntários

A voluntária da padaria na EE Leonilda Lopes, Maria Aparecida de Matin Garcia, recebeu com emoção a menção honrosa das mãos da primeira-dama e aproveitou para contar como tudo começou. “Levávamos liquidificador, batedeiras e formas das nossas casas. Agora a estrutura nos proporcionará um trabalho mais rentável. Através da doação de ingredientes dos comerciantes poderemos fazer uma quantidade maior de pães para vender à comunidade”, declarou.

Já Neuza Estrela, voluntária da EE Leonardo Barbieri, está preparando a equipe de pais e alunos para vender a produção. “Além de vender aos familiares de alunos, a intenção é comercializar os pães para os moradores dos bairros.”

Lu Alckmin acrescentou em seu discurso que as Padarias chegarão até as 5,4 mil escolas estaduais. “Hoje já temos três mil escolas com as padarias, mas não vamos parar por aí, precisamos continuar ensinando as comunidades a gerar renda”. Em todo o Estado existem 2.572 escolas capacitadas (513 na Grande São Paulo e 1.523 no interior).

Paola Martins, da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Educação