Educação: Alunos das escolas estaduais recebem orientação sobre doenças respiratórias

Iniciativa faz parte da parceria do Estado com a Associação Brasileira dos Asmáticos

ter, 21/06/2005 - 19h51 | Do Portal do Governo

A cada ano, dois mil brasileiros morrem em conseqüência da asma, uma doença curável, que deve ser tratada. Segundo dados da Secretaria da Saúde, cerca de 10% da população infantil de São Paulo sofrem com a asma e a rinite. Com a finalidade de esclarecer a necessidade de tratamento, foi lançado, nesta terça-feira, 21 de junho, na Escola Estadual EnnioVoss, no Brooklin, zona sul da capital, o projeto Amigos dos Portadores de Asma e Rinite. O objetivo: atender cerca de 2 milhões de alunos de 7 a 14 anos, em 5.158 escolas de Ensino Fundamental da rede pública estadual.

A Associação Brasileira de Asmáticos – SP (ABRA-SP), em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social (SEADS), desenvolveu o vídeo “Brônquio Bill”, personagem criado para mostrar aos alunos como levar uma vida ativa mesmo tendo asma ou rinite. Cartilhas educativas também serão distribuídas aos pais dos alunos, com orientações e informações transmitidas pelo programa. O grupo voluntário de profissionais da área de saúde também comemora o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Asma com o lançamento do projeto que deverá auxiliar outros setores como centros comunitários, igrejas e associações de bairros.

Para Yara Arruda Marques Mello, diretora do Departamento de Saúde Escolar e coordenadora do projeto, o material foi desenvolvido para que todos compreendam a doença, disseminando as informações por meio de palestras, vídeos, cartilhas, entre outros recursos. “Hoje, eu desfruto desse momento que não é só um sonho meu, mas de todos”, concluiu. Durante a exibição do vídeo, alunos do Ensino Fundamental observaram atentamente a história que conta as aventuras de Brônquio Bill” contra o vilão “Zácaros”.

Jéssica Beatriz Rolim de Góes, 10 anos, aluna da 4ª série da Escola Ennio Voss, tem bronquite alérgica e asmática desde que nasceu. “Eu fico mais atacada quando a casa está suja ou quando muda o clima”, disse. Ela lembra que no antigo colégio a quadra era maior e quando corria bastante tinha que dar uma paradinha. “Eu achei muito legal esse vídeo. Deu pra entender tudo. Acho que vai ser bom para os meus colegas também”. O mesmo pensamento é compartilhado pelo colega de classe, Diogo José Ribeiro da Silva, que tem bronquite. “Achei o vídeo bem interessante e vai servir para os outros alunos”.

De acordo com a profª Walkyria Cattani, dirigente de ensino da Diretoria Centro-Oeste, o lançamento do projeto numa escola pública foi um grande acerto. Ela acredita que os alunos são os maiores colaboradores para a divulgação. “Esse projeto vai atuar junto com o programa Escola da Família. Estamos abrindo nossas portas para a divulgação por meio da educação, a capacitação dos profissionais e o acesso à medicação”, disse.

O lançamento do projeto Amigos dos Portadores de Asma e Rinite também contou com a participação do Dr. Bernardo Kiertsman, presidente da ABRA-SP, e Therezinha Di Giulio, coordenadora de projetos da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual de Educação

F.C.