Alckmin: ‘Invasão de terra em São Paulo, não’

Governador destaca que atos de vandalismo prejudicam a 'boa bandeira da reforma agrária'

sex, 02/04/2004 - 19h12 | Do Portal do Governo

‘Invasão de terra em São Paulo, não. Aqui, invadiu, vai desinvadir’, declarou o governador Geraldo Alckmin ao condenar as ameaças de novas invasões de terras na região do Pontal do Paranapanema. ‘Aqui, decisão judicial é cumprida, porque preservamos a lei a democracia’, acrescentou Alckmin, ao alertar que os atos de vandalismo são um desserviço à ‘boa bandeira da reforma agrária.’

O governador destacou que São Paulo está fazendo um número recorde de assentamentos: ‘Mais de 8 mil famílias foram assentadas, quase três vezes o que foi em toda a história do Estado’. Para ele, com a regularização fundiária do Pontal do Paranapanema para áreas de até 500 hectares, São Paulo deu um passo importante na questão da reforma agrária. O projeto foi aprovado por unanimidade na Assembléia Legislativa.

As afirmações foram feitas após o encontro com o ministro Antonio Palocci, nesta sexta-feira, dia 2, no Palácio dos Bandeirantes. O governador disse ainda que um dos assuntos discutidos durante a reunião foi o da infra-estrutura e logística no Estado – especialmente o Rodoanel e o Ferroanel. Alckmin voltou a pleitear para o Rodoanel não só os recursos de 2004, já no Orçamento, como o que resta a pagar de 2002, R$ 25 milhões. ‘Conversamos também sobre o PPP – Parceria Público Privada, porque isso é tipo de investimento que não precisa ser totalmente governamental, pode-se ter também a participação do setor privado’, concluiu o governador.