Alckmin anuncia mais cinco secretários

Atual secretário do Tesouro Nacional, Eduardo Guardia, assume a pasta da Fazenda

qui, 26/12/2002 - 17h36 | Do Portal do Governo


O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda-feira, dia 26, no Palácio dos Bandeirantes, os nomes de mais cinco secretários estaduais que vão compor a nova equipe do Governo paulista a partir de janeiro de 2003.

Assume a Secretaria da Fazenda o economista Eduardo Guardia, que é atual secretário do Tesouro Nacional, no lugar de Fernando Dall´Acqua, a quem o governador agradeceu pelos ‘bons serviços prestados a São Paulo’. Continuam na equipe os atuais secretários da Justiça e Defesa da Cidadania, Alexandre de Moraes; do Meio Ambiente, José Goldemberg; dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes; e da Casa Militar, coronel Roberto Allegretti.

Alckmin reiterou que algumas mudanças no secretariado fazem parte de uma ‘corrida de revezamento’ e voltou a agradecer a colaboração dos secretários que deixarão o cargo. Ele disse que o novo secretário da Fazenda vai dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido nos últimos anos, assegurando a eficiência tanto da arrecadação quanto dos gastos públicos.

‘O ajuste fiscal é uma obra interminável. Todos os dias é preciso fazê-lo para melhorar a relação custo/benefício’, comentou o governador acrescentando: ‘vamos dar prioridade às compras do Governo não só com a Bolsa Eletrônica de Compras, mas também com os pregões’.

Eduardo Guardia destacou que uma das tarefas no novo cargo será avançar ainda mais na transparência dos gastos públicos. Para ele, a manutenção do equilíbrio fiscal, enfatizada pelo governador, é um objetivo claro, que tem de ser perseguido por todas as secretarias estaduais, ‘em particular pela Fazenda em conjunto com o Planejamento. Essa é uma missão que quero cumprir trabalhando em muita sintonia com o secretário Andrea Calabi’, comentou.

Metas nas demais áreas

Na Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, uma das prioridades será a questão dos assentamentos no Estado por meio dos trabalhos do Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo). Alckmin anunciou que o Governo está fazendo uma grande aquisição de área na região do Pontal do Paranapanema.

‘Em outras regiões também devem ocorrer novos assentamentos’, informou o secretário Alexandre de Moraes, acrescentando que o Estado está destinando R$ 17 milhões para a realização de assentamentos em terras devolutas na região de Bragança Paulista. Outras metas da Secretaria serão as ações em defesa do consumidor e a ampliação do trabalho dos Centros de Integração da Cidadania (CICs).

Na área ambiental, o Governo vai avançar nos estudos do novo modelo de manutenção da biodiversidade da fauna e flora existente no Estado. Para isso está buscando financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento para implantar um grande plano de manejo nos parques estaduais.

Outra prioridade é a descentralização do licenciamento ambiental feito pela Secretaria do Meio Ambiente por meio da Cetesb. ‘A idéia é gradualmente passar esse serviço, dependendo do segmento, para municípios que tenham secretaria de meio ambiente. Agora vamos estabelecer os parâmetros e a regras’, explicou o secretário José Goldemberg.

Na área dos Transportes Metropolitanos, o Governo do Estado vai dar prioridade à modernização dos transportes de alta capacidade, especialmente trem e metrô. O objetivo é melhorar a malha da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, com a ampliação do Expresso Leste até Suzano e a extensão desse sistema em outras linhas. No Metrô de São Paulo, as ações serão centradas nas linhas 2, 4 e 5 do Metrô, além da ampliação do sistema de integração (trem-metrô-ônibus).

A Coordenadoria de Defesa Civil, vinculada à Casa Militar, vai ampliar o trabalho de prevenção e socorro às vítimas. Esta atividade vem sendo desenvolvida com rapidez e eficiência graças a parcerias firmadas entre o Estado, a União e os 645 municípios paulistas.

Novos nomes

O governador informou que os demais nomes serão anunciados nos próximos dias, tendo o quadro completo até a posse, em 1º de janeiro. ‘Queremos ter pessoas de absoluta competência e de espírito público. Por isso, estamos buscando o que há de melhor. A pressa é inimiga da perfeição e quero montar um bom time’, concluiu Alckmin.

Gislene Lima / Adriana Reis