Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

SP contra o novo coronavírus

São Paulo criou o Centro de Contingência do Estado para monitorar e coordenar ações contra a propagação do novo coronavírus

Casos em São Paulo

confirmados

5.718.492


óbitos

170.907

atualizado em 30/06, às 17h14

Boletim
Coronavírus completo

transparência

valores empenhados

R$ 9,62

bilhões

atualizado em 30/06

Saiba mais

Como se proteger

Principal recomendação é higienizar as mãos. São cuidados simples, mas importantes e que devem ser frequentes para prevenir doenças contagiosas

lave as mãos

Higienize as mãos frequentemente com água e sabão ou use antisséptico de mãos à base de álcool gel 70%, principalmente nas situações abaixo:

Após tossir ou espirrar

Antes e depois de comer

Ao chegar em casa

Após usar o banheiro

Ao deixar espaços públicos

Antes, durante e depois de cuidar de pessoas doentes

Ao tossir e espirrar

Cubra a boca e o nariz. Use os braços ou lenço descartável. Evite usar as mãos. E, se usar, lembre-se de higienizá-las

Se usar um lenço, jogue-o fora imediatamente e lave as mãos

Use, preferencialmente, lenços de papel

SOBRE O USO DE MÁSCARAS

Desde o dia 9 de setembro de 2022, a obrigatoriedade da utilização da proteção facial segue vigente em SP somente nas unidades médico-hospitalares, como forma de prevenção e complemento à vacinação.

No transporte coletivo o uso é opcional, porém recomendado para os grupos vulneráveis.

A máscara deve cobrir queixo, nariz e ficar justa ao rosto

Não toque na máscara e não a remova para falar

Higienize as mãos antes e após colocar a peça

Ajuda a minimizar o impacto da Covid-19 e suas variantes e do vírus Influenza, da gripe.

Use nas unidades médico-hospitalares.

casos suspeitos e confirmados

Recomendação é ficar em casa. Se houver sintomas persistentes, procure o serviço de saúde mais próximo

Dúvidas frequentes

O que uma pessoa com sintomas deve fazer?

Procurar o serviço de saúde mais próximo, como um Pronto Atendimento, para análise inicial. Se o quadro for compatível com a definição de caso, esse serviço de saúde deverá seguir o fluxo estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde.


Existe vacina para prevenção ao coronavírus?

Atualmente, há quatro vacinas contra o coronavírus disponíveis na rede pública de saúde: a vacina do Butantan, da Astrazeneca/Fiocruz, da Pfizer e da Janssen. Estes são os imunizantes utilizados neste momento no país e é fundamental que a população mantenha os protocolos de higiene e distanciamento mesmo após se vacinar. A campanha é dividida em públicos-alvo definidos pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e as informações sobre o cronograma estão disponíveis neste site.


transmissão

Investigações ainda estão em andamento. O que se sabe até o momento é que a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções

Espirro

Tosse

Catarro

Gotículas de saliva

Contato próximo, como toque ou aperto de mão

com pessoa infectada (caso suspeito ou confirmado)

Contato com objeto ou superfícies contaminadas

Seguido de contato com boca, nariz ou olhos

sintomas

Sinais e sintomas clínicos são principalmente respiratórios, semelhantes aos de um resfriado comum

Febre

Tosse

Dificuldades para respirar

Governo do Estado de SP