Ayrton Senna/Carvalho Pinto tem deságio de 60%

Um deságio de 59,6% sobre a atual tarifa quilométrica das rodovias licitadas pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo marcou a quarta licitação desta quarta-feira. O vencedor foi Consórcio Triunfo Participações e Investimentos-TPI, que ofereceu R$ 0,048560 por quilômetro. O deságio comparado ao valor máximo do edital é de 54,9%. O corredor […]

qua, 29/10/2008 - 15h27 | Do Portal do Governo

Um deságio de 59,6% sobre a atual tarifa quilométrica das rodovias licitadas pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo marcou a quarta licitação desta quarta-feira. O vencedor foi Consórcio Triunfo Participações e Investimentos-TPI, que ofereceu R$ 0,048560 por quilômetro. O deságio comparado ao valor máximo do edital é de 54,9%.

O corredor rodoviário licitado nesta etapa foi o Ayrton Senna/Carvalho Pinto, que compreende a área leste da Região Metropolitana da Capital e as regiões do Vale do Paraíba e Alto Tietê.

É o maior índice de deságio da licitação de hoje, numa disputa bastante acirrada entre os seis concorrentes do complexo rodoviário. O segundo colocado, Consórcio Primav Ecorodovias S.A., propôs o índice de 0,058899.

O trecho do complexo Ayrton Senna/Carvalho Pinto licitado tem extensão de 142 quilômetros e receberá investimento de R$ 903 milhões da concessionária vencedora.

Na primeira licitação do dia — o corredor Raposo Tavares –, o vencedor foi o consórcio Invepar OAS, com deságio de 24,78%. Na segunda, do trecho Marechal Rondon Oeste, venceu o Consórcio BR Vias SP, com deságio de 46,7%. A seguir, o trecho licitado foi o Marechal Rondon Leste, vencido pelo Consórcio Brasinfra,  com deságio de 22,08%.

Leia também