Natal à vista: veja cuidados na hora de comprar brinquedos

Procon-SP orienta população a pesquisar preços e observar para qual faixa etária o presente é destinado, entre outras dicas importantes

qui, 06/12/2018 - 11h28 | Do Portal do Governo

Com a chegada das festas de fim de ano, todo mundo fica animado para comprar os presentes dos entes queridos. É uma época em que todos gostam de se reunir e trocar lembranças, principalmente para as crianças. Ao comprar brinquedos, porém, é importante ter alguns cuidados.

Por se tratarem de produtos de certificação compulsória, ou seja, necessitam do símbolo de identificação da certificação, o selo do Inmetro, para serem comercializados, o que garante ao cidadão a certeza de que passaram por testes em laboratórios para assegurar a conformidade e qualidade do material.

O Procon-SP informa que é importante fazer uma pesquisa de preço, pois o valor de um mesmo produto pode variar bastante, conforme a região ou ainda na internet. Também é importante observar a faixa etária para a qual o brinquedo é destinado. A idade recomendável deve estar descrita na caixa do produto.

Para a aposentada Irene Padilha, de 59 anos, moradora da capital, além de pesquisar os preços, ela também verifica a indicação da faixa etária quando compra presentes para o neto. “É muito importante olhar a idade referente à cada brinquedo porque podemos comprar algo errado e, se tiver uma peça menor, a criança pode se machucar ou até mesmo acontecer algo mais grave”, explica.

É bom estar atento às instruções de uso e recomendações existentes nas embalagens. As informações devem estar em língua portuguesa. Outra dica é sempre retirar o brinquedo da embalagem antes de entregá-lo para a criança. E tenha muito cuidado com os sacos plásticos, pois podem, por descuido, provocar asfixia.

A empresária Miriam Munhoz, de 51 anos, de Santo André, sempre ajuda as crianças a desmontarem os brinquedos. “Além de aproveitar mais tempo com eles, me divirto também. A gente monta e desmonta e acabamos aprendendo um pouco com os sobrinhos e netos. Diversão garantida”, afirma.

Para finalizar, o Procon-SP sugere que em vez de comprar brinquedos, você pode levar seus filhos para passeios em parques, museus, ou qualquer outra atividade que estimule a criatividade e o aprendizado das crianças.