Mídias Sociais

Seg, 27/08/12 - 18h10

Polo de Itaquera terá passarela com maior vão livre de São Paulo

Obra facilitará locomoção de grande fluxo de torcedores a caminho da Arena Corinthians

O Complexo Viário do Polo Itaquera, na Zona Leste, terá uma nova passarela com 185 metros de extensão. O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin nesta segunda-feira, 27, durante a assinatura da primeira nota de serviço para a implantação do Complexo Viário do Polo Institucional de Itaquera, na Zona Leste.


As restrições geométricas e condicionantes técnicas levaram a uma obra de grandes vãos, com um de aproximadamente 110 metros e outro com 75 metros. Posicionada próxima ao Centro de Educação Infantil Professora Abigail Rocha Moreno, na rua Boipeva, a nova passarela ligará a porção Norte do bairro de Itaquera ao futuro estádio do Corinthians, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM, bem como a Radial Leste e a Avenida José Pinheiro Borges (Nova Radial).


A passarela - a maior de São Paulo - irá se destacar dentro do conjunto de obras previstas para o local, pois será a primeira obra de arte especial do novo complexo viário a ser avistada por quem atinge a região, vindo do centro, pela Radial Leste.


Atualmente, a passarela com o maior vão livre de São Paulo fica no Complexo Viário Maria Campos (96,5 metros), na divisa com Osasco, e também foi executada pela DERSA.


A obra será instalada com uma largura mínima de seis metros para atender o fluxo concentrado de pessoas em dias de jogos. Com a nova passarela, a travessia dos pedestres procedentes da região Norte de Itaquera, a caminho do novo Polo Institucional de Itaquera (que inclui o novo estádio), será mais curta. Além da Arena Corinthians, Itaquera receberá uma série de outros equipamentos públicos, como Fórum, Fatec, Etec, Senai, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Centro de Convenções e Polo Tecnológico, entre outros.


Hoje, para realizar esse trajeto a pé é necessária a transposição dos trilhos por dentro da Estação Corinthians-Itaquera do Metrô, o que gera conflito com trânsito de usuários desses serviços.


Para esta licitação, a DERSA fará uso da modalidade "contratação integrada". Trata-se de uma novidade introduzida pelo Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) e que será usada pela primeira vez no Estado de São Paulo.


A contratação integrada prevê uma única licitação para o projeto e a construção, permitindo que o licitante tenha liberdade para apresentar a solução construtiva. A vantagem é que a economia para o Estado pode vir tanto em virtude de um projeto mais racional quanto pela queda do preço da obra.


Alças de ligação Nova Radial e Jacu-Pêssego


No evento, Alckmin anunciou ainda a licitação das alças de ligação entre a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a Av. Jacu-Pêssego, avaliadas em R$ 75 milhões.


As novas alças facilitarão a interligação entre a Nova Radial (Avenida José Pinheiro Borges) e a Avenida Jacu Pêssego, os dois principais eixos viários do extremo Leste, facilitando o acesso à Marginal Tietê e ao Rodoanel para aqueles que atingem a José Pinheiro Borges.


Com prazo de execução de 15 meses, as novas alças também melhoram a locomoção dos torcedores que passam pela região nos dias de jogos, criando uma alternativa pela Marginal Tietê e Rodoanel (por meio da Av. Jacu-Pêssego), aliviando o tráfego na Radial Leste.


Os editais das licitações das alças de acesso e da passarela serão publicado nesta terça-feira, 28, no Diário Oficial Empresarial do Estado de São Paulo