Governo do Estado de São Paulo

Maior programa de alimentação do Brasil, Bom Prato faz 17 anos

Unidade servirá 1.500 refeições por dia

Almoço de qualidade, balanceado, servido com todos os nutrientes importantes para o funcionamento do corpo. Essa é a refeição servida no programa Bom Prato que conta com arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época) e tem 1.200 calorias.

Já no café da manhã são oferecidos leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. Tudo isso com 400 calorias, em média.

Criado em 2000, o programa tem como objetivo levar alimentação balanceada e de qualidade para a população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. O almoço custa apenas R$ 1 e o café da manhã R$ 0,50.

Para se ter uma ideia, o Bom Prato serve diariamente mais de 85 mil refeições. Desde a inauguração do projeto, já foram contabilizadas mais de 188 milhões de refeições, com investimento de mais de R$ 564 milhões, entre custeio das refeições e infraestrutura das unidades. Ao todo, foram servidas 300 mil toneladas de alimentos e 200 milhões de frutas.

Neste ano, mais uma vez, a rede de restaurantes oferecerá os tradicionais almoços festivos de Natal e Ano Novo, dias 22 e 29 de dezembro, respectivamente.

Restaurantes no Estado
Atualmente, há 52 unidades no Estado, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior. Desde 2015, foram inaugurados cinco novos restaurantes: Limeira, Franca, Botucatu, Santos Morros e Taboão da Serra. Nos últimos três anos houve aumento do subsídio do governo de cerca de 19,7% para que as refeições continuassem com o mesmo preço.