Dom, 05/08/07 - 15h37

Em SP, Hospital Dante Pazzanese passa a fazer transplantes de fígado

Instituição tem capacidade para 150 intervenções desse tipo por ano

O Instituto Dante Pazzanese, conhecido por ser referência em cardiologia, foi credenciado pelo Ministério da Saúde para realizar transplantes de fígado. O hospital tem capacidade para 150 intervenções desse tipo, por ano, sendo 75 com doador-cadáver. A iniciativa beneficia os pacientes da lista estadual de espera.

“O atendimento começa agora e exige equipamentos e exames específicos, nem todos disponíveis no Dante Pazzanese, como dosagem de drogas, perfil hepático diferenciado e sorologia. Mas a Secretaria da Saúde está importando todos os equipamentos necessários e agora fazemos todos os ajustes”, informa o professor Sérgio Mies, do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ele comanda a equipe de transplante de fígado do Pazzanese, composta de 12 médicos – hepatologistas, cirurgiões, anestesistas –, enfermeiros e auxiliares.

O diretor clínico do hospital, Dikran Armaganijan, explica que a introdução do procedimento não muda muito a rotina da instituição, que já oferecia transplante de rim e coração. “Para o novo transplante, os médicos aproveitarão a estrutura física já existente no centro cirúrgico e pós-operatório do hospital. Com o tempo, veremos a necessidade de ajustes”.

No Estado de São Paulo, com 3,8 mil doentes na lista de espera, são realizados 500 transplantes do fígado por ano, 95% deles em hospitais públicos. “O problema é que são poucos os doadores”, lamenta o doutor Mies, ao informar que 50% das doações são de pessoas vivas.

No primeiro semestre deste ano ocorreram no Estado de São Paulo 143 transplantes de fígado com doador-cadáver. Em 2006, considerado o melhor ano em transplantes de órgãos e tecidos da história, foram 341 cirurgias de fígado, de janeiro a dezembro, contra 295 em 2005.

Entre os hospitais SUS que fazem a cirurgia estão o Hospital das Clinicas de São Paulo e de Ribeirão Preto, Santa Casa de Misericórdia, HC da Unicamp e o Hospital de Base de São José do Rio Preto.

O primeiro transplante de fígado do Brasil foi realizado, sem sucesso, no final da década de 1960.  Em 1985, o grupo da Unidade de Fígado, hoje coordenada pelo doutor Mies, teve sucesso na intervenção cirúrgica realizada na Faculdade de Medicina da USP.

SERVIÇO  

O Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia fica na Avenida Doutor Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera, zona sul de São Paulo.

Viviane Gomes

Da Agência Imprensa Oficial

 

Comentários: 0


Comentário fechado

Após 1 mês de publicação o comentário fica bloqueado. Envie sua mensagem para o fale conosco.

Enviar

Faça seu Cadastro

Cadastre-se para poder comentar as notícias além de receber conteúdos exclusivos.

Cadastrar

Atualize seu dados

Mantenha seus dados cadastrais atualizados para ampliar sua participação junto ao portal.

Atualizar