Ir para conteúdo

Novembro Azul - O preconceito mata

Solidariedade em Fios - Outubro Rosa

O preconceito ainda é o grande vilão dos homens no combate ao câncer de próstata. Quem resiste ao exame preventivo reduz as chances de diagnóstico precoce e, consequentemente, prejudica o processo de cura. Quanto mais cedo a doença for descoberta, maiores são as possibilidades de vencê-la. Dê esse toque de coragem em favor da vida de quem você ama e se preocupa!

Troque o preconceito pela VIDA

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens. Só fica atrás do câncer de pele. E o exame preventivo é fundamental para o diagnóstico precoce, que aumenta as chances de cura do paciente. Mas, por preconceito, muitos homens ainda deixam de fazer o exame de toque retal e se expõem aos riscos da doença.
Mesmo com tantas campanhas de prevenção, o mito de que o exame afeta a masculinidade ainda permeia a mente do público masculino. Mas superar o preconceito e fazer o exame passa a ter muito mais valor quando o que está em jogo é a saúde e a qualidade de vida.

Ações como o Novembro Azul são fundamentais para derrubar tabus e preconceitos que ainda impedem os homens de cuidar da saúde. O câncer, hoje, não é mais uma sentença de morte. A doença pode ser tratada e curada graças ao diagnóstico precoce e, claro, aos recursos científicos disponíveis.
E você, ainda vai se esconder atrás do preconceito? Ou vai dar esse toque de coragem e cuidar da saúde? Entre nessa campanha e seja um agente de transformação, levando informação consciente para a família, os amigos e no ambiente de trabalho.

Vídeos

Botão de play
Câncer de próstata: Especialista tira suas dúvidas sobre prevenção e tratamento
Botão de play
60% dos homens procuram hospital com câncer de próstata já avançado