Serra discursa na inauguração da Etec Jaraguá

Governador José Serra: Queria dar o meu boa tarde a todos e a todas. Este terreno… são 20 mil metros quadrados, vale 2 ou 3 milhões de reais. Portanto, a Prefeitura entra como parceira neste projeto, diretamente, fisicamente, cedendo este belo terreno, que no futuro vai permitir inclusive expansão, porque a área ocupada ainda é […]

ter, 23/02/2010 - 19h30 | Do Portal do Governo

Governador José Serra: Queria dar o meu boa tarde a todos e a todas. Este terreno… são 20 mil metros quadrados, vale 2 ou 3 milhões de reais. Portanto, a Prefeitura entra como parceira neste projeto, diretamente, fisicamente, cedendo este belo terreno, que no futuro vai permitir inclusive expansão, porque a área ocupada ainda é pequena perto do terreno total. São 4 mil metros de construção, mas com 3 andares. Ainda tem muito espaço aqui para ampliações futuras.

Nós estamos inaugurando uma coisa muito importante, e hoje é um dia histórico. Porque esta ETEC (Escola Técnica) aqui vai mudar, de alguma maneira, o destino de muitos jovens. De cada 5 alunos que se formam em uma ETEC, 4 conseguem emprego logo – é uma coisa extraordinária. Isso não impede que depois (os formados) façam universidade, não impede que depois sigam seus rumos. Ao mesmo tempo, nós temos também aqui Ensino Médio – e o Ensino Médio da (Centro) Paula Souza é o melhor Ensino Médio público do Brasil – também gratuito. Só para o Ensino Médio na manhã, na parte que é da manhã, nós vamos ter 80 vagas. E os cursos (técnicos) são de Administração, Eletrotécnica, Informática e Logística.

No total foram matriculados 390 alunos – é realmente um número bastante elevado. E vai ter expansão no futuro. Quer dizer… é uma coisa que vai crescer, e tem espaço para isso. Nós gastamos aqui, diretamente, 9 milhões de reais nesse prédio, que saiu do zero. No geral, quando é no interior, principalmente, a gente aproveita prédios que a Prefeitura cede, ou prédios do próprio Estado, já usados, e faz uma adaptação. Mas aqui não tinha – e então nós fizemos uma coisa zero quilômetro, novinha em folha.

Agora, aqui na Capital, é importante dizer, nós estamos dando uma turbinada no Ensino Técnico. Basta dizer o seguinte: nós encontramos (no início do Governo, em 2007) mais ou menos, de vagas, 5.360 vagas na Capital, nas ETECs. No momento atual são próximo a 16 mil alunos – ou seja: aumentamos 3 vezes o número de alunos em São Paulo, de vagas nas Escolas Técnicas. Até meados do ano vai para 17.500, mais ou menos. Portanto, até meados do ano serão 3 vezes e meia a mais. Isso é uma coisa muito importante para a cidade, importante para São Paulo, importante para o Brasil. Porque nós estamos elevando o número de alunos das ETECs em São Paulo, no Estado, de algo em torno a 70 e tantos mil para mais de 170 mil – mais 100 mil alunos. E não é só novas unidades, é também expansão das unidades existentes.

Por outro lado, as ETECs são uma alavanca para a nossa juventude, uma alavanca para obterem uma profissão, que é a coisa mais importante que tem para o jovem. Hoje, a taxa de desemprego no Brasil, entre os jovens, é 3 vezes mais, aproximadamente, do que era no final dos anos 80. E o que a gente verifica é que muitas vezes tem oferta de emprego e não tem gente qualificada para isso. O que nós estamos fazendo é exatamente a qualificação. Eu me lembro de uma estatística, tem algum tempo, mas é verdadeira… tinha uma demanda para 30 mil pessoas não preenchida na área de (Tecnologia da) Informação no Estado de São Paulo – 30 mil lugares sendo oferecidos, e não tem gente formada. Isso vale para todas as outras áreas.

Então, o que a gente está fazendo é uma alavancagem muito importante para a nossa
juventude. E, ao lado disso, adotando muitas medidas para melhorar a qualidade do ensino tradicional. Muitas medidas investindo na melhoria da qualidade do ensino. Agora, esse é um trabalho que é gradual, não se faz de uma hora para outra. Mas o importante é que a gente está no rumo, o importante é isso – é o rumo, é o caminho, é a direção.

Na área das Faculdades de Tecnologia, que são as FATECs, são cursos de 3 anos, de nível superior, que muitos alunos nas ETECs vão querer fazer uma FATEC depois. As FATECs… nós encontramos 26 – o (secretário estadual de Desenvolvimento, Geraldo) Alckmin, quando foi governador, elevou de 9 para 26 – e estamos duplicando para 52, já tem 50. Portanto, a meta com certeza vai acabar sendo ultrapassada. E aí (a FATEC) forma, de nível universitário, profissionais muito, muito, muito especializados. E, portanto, quem é muito especializado vai ganhar bem, vai ganhar melhor.

Esta é a área de São Paulo que mais está se expandido, a área de Ensino Técnico e Tecnológico. Se olharem o nosso Governo, o que mais se expandiu quantitativamente? É o Ensino Técnico e o Ensino Tecnológico. Esse é um bom sintoma de que São Paulo está preparado, está querendo isso. Porque os exames têm na média é 3 ou 4 candidatos por vaga. E na FATEC é muito mais. Isso mostra que tem demanda, tem gente querendo (fazer), e nós estamos correndo atrás para poder atender. E correr atrás para atender a expansão de vagas do Ensino Técnico e Tecnológico é correr atrás do desenvolvimento, é correr atrás das oportunidades de vida para os nossos jovens, para a nossa garotada. Portanto, por isso é que hoje, apesar do calor, é uma tarde bonita.

Muito obrigado a vocês, de coração.