Serra discursa na entrega de moradias da CDHU em Itanhaém

Governador José Serra: Queria dar o meu boa tarde a todos e a todas. Viemos até aqui com muita alegria. São 352 apartamentos – apartamentos de aproximadamente 51 metros quadrados, um bom acabamento, uma boa prestação… O que quer dizer uma boa prestação? Quer dizer: uma coisa acessível. Serão prestações por 25 anos. Quem ganha […]

sex, 29/01/2010 - 19h49 | Do Portal do Governo

Governador José Serra: Queria dar o meu boa tarde a todos e a todas. Viemos até aqui com muita alegria. São 352 apartamentos – apartamentos de aproximadamente 51 metros quadrados, um bom acabamento, uma boa prestação… O que quer dizer uma boa prestação?
Quer dizer: uma coisa acessível. Serão prestações por 25 anos. Quem ganha até 3 salários (mínimos) vai desembolsar no máximo 15% dos rendimentos – e 84% das famílias que vão tomar posse, ou que tomaram já posse dos apartamentos, que vão receber a chave dos imóveis, estão nessa faixa de rendimento, de até 3 salários mínimos. E este é um trabalho que, na verdade, a gente tem feito agora em toda a Baixada Santista. Temos tido uma ação aqui na área de moradia bastante importante.

Aqui, em toda a região administrativa de Santos, da Baixada Santista, tinham sido entregues, até 2006, pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano), cerca de 10.700 unidades. Para vocês terem idéia, nós já estamos, na nossa gestão, entregues ou em andamento, cerca de 14 mil unidades. E aqui em Itanhaém, na atual gestão, são 955 unidades, quase mil – das quais 358 foram entregues (hoje). Portanto, estamos fazendo um trabalho intenso nessa área de moradia junto com a Secretaria da Habitação e com as Prefeituras – e junto com a Prefeitura aqui de Itanhaém e com as Prefeituras de toda a região. Prefeitos, na sua grande maioria, são nossos parceiros. Parceiros competentes. Parceiros que perseguem também o interesse público através do seu trabalho, do trabalho conjunto conosco. 

Mas uma outra coisa importante aqui em Itanhaém foi o Hospital Regional, que nós estadualizamos, nós ampliamos e o (prefeito de Itanhaém, João Carlos) Forssell até está fazendo obras, agora com vistas a ampliação. Hoje, inclusive, vamos fazer uma revisão do aumento de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) aqui no Município, que tem naturalmente um papel importante para a região.

Aqui em Itanhaém nós temos, como temos em toda a Baixada Santista, a maior obra de saneamento do Brasil, que é o projeto Onda Limpa. Nós vamos ter aqui uma Estação de Tratamento de Esgotos, que vai ficar pronta em fevereiro, sem falar no Sistema de Abastecimento Mambu/Branco e Jurubatuba. São investimentos, para vocês terem uma idéia, de R$ 1,6 bilhão. É a maior obra de saneamento do Brasil, com vistas a água limpa, ao tratamento de esgoto e à limpeza das praias. Isso significa saúde para a população que aqui vive e trabalha, e significa mais praias limpas – o que atrai turismo e mais empregos.

Nós vamos fazer neste mês a inauguração de uma parte. Já são várias Estações de Tratamento. Como me dizia o ex-prefeito aqui da Praia Grande, o (Alberto) Mourão, é uma obra definitiva em matéria de abastecimento de água, que sempre foi um problema. Então nós fomos procurar uma solução, que é para sempre. E isto, graças a Deus, estamos conseguindo tocar, não houve nenhuma desaceleração, nada, mesmo diante da crise econômica. Conseguimos fazer avançar esse projeto. É toda a Baixada Santista! 

Aqui mesmo na Baixada nós temos previstos ainda um novo hospital de reabilitação física – para quem tenha problema de deficiência física pela idade ou de nascimento, ou de acidente, ou de algum derrame – que vai ser o Hospital (da Rede de Reabilitação) Lucy Montoro, que vai atender toda a região. Isso não é uma coisa que dá para ter um por Município, é uma obra regional. Como temos também iniciativas na área da Saúde nos AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades). Criamos um ambulatório médico em Santos, de especialidades – são dezenas de milhares de consultas e de exames médicos de laboratório e de imagem. Criamos outro na Praia Grande, que é mais perto daqui, que atende a população de Itanhaém também – é só as Prefeituras se articularem. Temos um previsto para São Vicente, que só depende da Prefeitura, não está andando ainda por falta de iniciativa da Prefeitura, que nós esperamos que venha a tomar.

Mas o fato é que estamos reforçando a saúde, o saneamento, a moradia e também o Ensino Técnico. Nós já abrimos, ou previmos, 4 ETECs (Escolas Técnicas, de nível Médio) aqui na região. Uma em Itanhaém, outra em Cubatão, outra em Peruíbe e outra em São Vicente, que vão se somar às muitas já existentes nos outros Municípios, como é o caso do Município de Santos. Portanto, estamos trabalhando, trabalhando bastante.

E neste dia eu queria, na verdade, me congratular com vocês pelas conquistas que tenho realizado. Porque este conjunto (habitacional) também é fruto da luta, das aspirações daqueles que hoje são os moradores, com os prefeitos, que são os nossos colaboradores, e com os deputados estaduais, que têm nos apoiado muito na Assembléia Legislativa (do Estado de São Paulo). O meu abraço a vocês todos, os novos moradores deste conjunto.

Muito obrigado!