Governador discursa em formatura de alunos do Via Rápida Emprego

Geraldo Alckmin: Boa noite a todas e a todos. Uma grande alegria estarmos juntos aqui na formatura. Cumprimentar o deputado Paulo Alexandre Barbosa, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia; o Luiz Francisco de Assis Salgado, diretor regional do SENAC São Paulo; Lucila Mara Sbrana Sciotti, superintendente de Operações do SENAC; o Juan […]

qua, 09/11/2011 - 21h00 | Do Portal do Governo

Geraldo Alckmin: Boa noite a todas e a todos. Uma grande alegria estarmos juntos aqui na formatura. Cumprimentar o deputado Paulo Alexandre Barbosa, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia; o Luiz Francisco de Assis Salgado, diretor regional do SENAC São Paulo; Lucila Mara Sbrana Sciotti, superintendente de Operações do SENAC; o Juan Carlos Dans Sanches, coordenador do Ensino Técnico e Tecnológico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico; Ulisses Matano, gerente do SENAC Consolação; professor Cristiano Molina. Quero saudar em nome do professor Cristiano todos os professores, professoras. Cumprimentar a todos vocês, formandas, formandos. Abraçar vocês, cumprimentando o Aron Gomes Silva e a Raiza Panobianchi, que foram os oradores, familiares aqui dos formandos, funcionários do SENAC, amigas e amigos.

Parabéns, você são campeões, né? Campeãs. Marcaram um grande gol. Acho até que dois gols. Me lembra até o Neymar, né? O primeiro gol, o Ensino Médio, que vocês estão terminando. Todos estão no terceiro ano ou tem alguém no segundo ano também? Todos terceiro ano? Segundo e terceiro ano. Então, já estão no fim do ano ou vão passar para o último ano ou já vão se formar no Ensino Médio. É fundamental, importantíssimo nós termos o Ensino Médio. E outro gol, a qualificação profissional, quer dizer, já ter uma habilidade, uma profissionalização, e aqui a nossa parceria foi com o SENAC, uma instituição extremamente prestigiada pela qualidade e pela excelência do seu trabalho. Essa qualificação, esse curso Via Rápida vai ajudar vocês no Ensino Médio, na formação educacional e vai preparar também para o mercado de trabalho.

Eu estudava e trabalhava. Dá para estudar, trabalhar e ainda namorar, né? Dividindo bem o tempo, tudo se resolve. E é interessante o mundo moderno. A gente sai na rua e volta com o bolso cheio de bilhete. “Olha, mamãe pediu para lhe dar esse bilhete”. Aí você vai ler os bilhetes: “Meu filho está desempregado. Minha filha está desempregada. Meu marido está desempregado”. De outro lado, você entra no Emprega São Paulo, no site, e têm lá 34 mil vagas que não são preenchidas por falta de qualificação. Então, o que a gente procura fazer no Via Rápida? E começamos com 30 mil vagas, duas mil vagas aqui em São Paulo só para o Ensino Médio, junto com a Secretaria da Educação…

Fazer um bom casamento entre a necessidade do mercado de trabalho e a formação profissional. Procurar casar as coisas. Aqui nós temos administração de recursos humanos, temos as rotinas de escritório, toda a área do setor terciário. Setor primário da economia é agricultura, setor secundário é indústria, setor terciário é serviços. O setor primário, que é a agricultura, cada vez se mecaniza mais, isso desemprega, consegue produzir muito com pouca gente, por exemplo, o café, sobre uma região de café no interior. Antigamente, para colher café: papai, mamãe, compadre, vizinho, todo mundo para ajudar. Hoje, passa uma máquina que chacoalha o pé de café e colhe embaixo o café. Então cana, São Paulo é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, o estado de São Paulo, açúcar e álcool, então tinha até novela, cortador de cana. Desapareceu. Hoje passa uma máquina e colhe toda a cana, tudo mecanizado.

Em compensação, nós criamos um curso de Tecnólogo em Mecânica de Agricultura de Precisão, então uma profissão desapareceu, que é o cortador de cana, mas surgiu uma outra. As máquinas são tão sofisticadas que o curso só tem em Oklahoma, nos Estados Unidos. Tecnólogo em Mecânica de Agricultura de Precisão, eu digo isso, por quê? Porque agricultura vai cada vez mecanizando mais. Setor secundário, que é indústria, ele robotiza, pega a Volkswagen, aqui em São Bernardo, ela chegou a ter, na década de 70, 42 mil funcionários, hoje tem 14 mil. Fabrica muito mais automóvel, é tudo robô, robotizado.

O emprego cada vez maior é do setor terciário, que é? Serviços: educação, saúde, comércio, turismo. As várias atividades do setor de serviços, que é exatamente do que nós estamos falando aqui: administração de recursos humanos, rotinas de escritório, técnicas secretariais, técnicas de vendas, ou seja, o setor de serviços, que é aquele que mais cresce. Mas, nós viemos aqui para dar um abraço, dia de formatura é dia de festa, é dia de comemoração e trazer… Dar os parabéns aqui para vocês… Não é fácil fazer dois cursos, porque fizeram num período o Ensino Médio, não é isso? E no outro período, a profissionalização, o Via Rápida no SENAC. Então, praticamente em tempo integral, a gente sabe que cansa, que é sacrificado, mas valeu a pena, né? Um gol do Ensino Médio, o outro gol com o Via Rápida, e eu não sei se todos são do Peixe, como eu, mas mesmo que não seja, são admiradores do Neymar, né, então dois gols aí. Não é unanimidade, mas pode ser um gol do Corinthians, pode ser do São Paulo, do Palmeiras, mas qualquer que seja o gol, vocês são campeões e campeãs. Parabéns!