Alckmin discursa no anúncio da queda de mortalidade perinatal

Geraldo Alckmin: Bom dia! Bom dia a todas e a todos! Estimado professor Giovanni Cerri, Secretário de Estado da Saúde; deputado federal Emanuel Fernandes, Secretário de Estado do Planejamento e Desenvolvimento Regional; deputada estadual, Célia Leão, nos alegra aqui também com sua presença; vereador e deputado estadual eleito, vai tomar posse agora dia 15 de […]

qui, 17/02/2011 - 18h10 | Do Portal do Governo

Geraldo Alckmin: Bom dia! Bom dia a todas e a todos! Estimado professor Giovanni Cerri, Secretário de Estado da Saúde; deputado federal Emanuel Fernandes, Secretário de Estado do Planejamento e Desenvolvimento Regional; deputada estadual, Célia Leão, nos alegra aqui também com sua presença; vereador e deputado estadual eleito, vai tomar posse agora dia 15 de março, doutor Carlos Alberto Bezerra, que foi terno aqui no Hospital Leonor Mendes de Barros, na maternidade; doutor Coríntio Mariani Neto, diretor técnico do Departamento de Saúde aqui do hospital; doutora Tânia Lago, coordenadora do Programa de Saúde da Mulher da Secretaria; doutora Felícia Madeira, diretora executiva da Fundação SEAD; Zuleica Olivieri, a quem quero saudar aqui todas as nossas voluntárias aqui do hospital e maternidade; membros do corpo clínico, administrativo, amigas e amigos.

Uma palavra breve. Mas é de alegria, hoje é uma alegria… Uma alegria diferente, não é? A gente tem boas notícias, mas essa é uma boa notícia, muito especial, a redução da mortalidade perinatal. E é uma redução forte em dez anos, 25% de cada quatro crianças, uma foi salva, como ali foi bem colocado. Chegamos a 13,8 para mil gestações ou nascimentos, cada mil, 13,8. Empatamos com Santa Catarina, estamos hoje na “pole position”, primeiro lugar do Brasil em termos de mortalidade perinatal, como também, em primeiro lugar em termos de mortalidade infantil, e a perinatal ela é mais complexa, oferece mais risco porque envolve da metade da gestação… e aqui nós estávamos discutindo metade da gestação é 20; 21 ou 22 semanas? Vinte e duas semanas. Até sete dias após o parto, e esses primeiros dias são onde há mais riscos de… antigamente se dizia “mal dos sete dias”, que era tétano umbilical.

Então, a queda da mortalidade perinatal ela é motivo de grande alegria, fruto do trabalho importante com as mães. A Organização Mundial de Saúde estabelece pelo menos quatro consultas de pré-natal, no Brasil, o Ministério da Saúde, seis consultas de pré-natal e nós fazemos em São Paulo sete consultas de pré-natal, o atendimento ao parto. E fiquei feliz de visitar aqui, o Centro do Parto Natural, que inauguramos quando eu fui governador, aliás, aqui nasce uma criança a cada 70 minutos, porque são quase seiscentos partos por mês, os cuidados com o parto e os cuidados com o neonato, as UTIs neonatais. E aqui, nós temos uma belíssima UTI, com 14 leitos. Não é isso doutor? Com 14 leitos, atendendo as nossas crianças e trazendo um excelente resultado.

Por isso é motivo de comemoração, de agradecimento, agradecer a todos, as equipes que trabalham aqui, no Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros e abraçando todos vocês nós estamos abraçando todas as equipes do Estado todo. Tivemos reduções importantíssimas, hoje Rio Preto é 11, praticamente, o número; a região de Campinas 12; e todas as regiões melhoraram. E duas precisam melhorar mais depressa: que é o Vale do Ribeira, Registro, e a Baixada Santista, Região Metropolitana da Baixada Santista. E vamos fazer um trabalho muito concentrado nessa região do Vale do Ribeira e da Baixada Santista. A Grande São Paulo teve uma redução muito grande.

E queria, professor Giovanni, dizer que vamos fazer o novo ambulatório aqui para o Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros. Aqui ao lado funcionava a FEBEM, hoje não tem mais FEBEM. O novo modelo foi implantado. Nós tínhamos duas FEBEMs, uma lá em Imigrantes, dois mil adolescentes; aqui em Tatuapé, FEBEM Tatuapé, 1.870 adolescentes. Hoje não tem nenhum. Em nenhuma unidade nossa da Fundação Casa tem mais de 55 adolescentes, todas pequenas, perto da família, perto dos pais, descentralizada e com trabalho sócio-educativo muito bom de ressocialização.

E a região ganhou um parque aqui da Zona Leste. Aliás, pessoal do Belém, quando era FEBEM, era Tatuapé, agora o parque é do Belém né? Então, o Parque do Belém aqui… Ele deve ser inaugurado em 90 dias. A gente espera em 90 dias já inaugurar aqui o parque que vai ser um ponto de encontro, vai ter a mais moderna biblioteca de São Paulo aqui, totalmente informatizada, aqui ao lado, muitos eventos culturais, esportivos, de lazer, caminhadas. O professor Adib Jatene dizia que a saúde começa pelo pé, quem não faz ginástica não tem saúde, precisa fazer caminhada, precisa andar. E vai ter um local muito agradável aqui para fazer boas caminhadas aí para a saúde.

Eu queria trazer uma palavra muito especial aos nossos funcionários, aos nossos servidores, as equipes aqui que nós vamos trabalhar muito juntos, prestigiar muito vocês, os nossos servidores do Estado. E abraçar de maneira muito especial também as nossas voluntárias. O Mário Covas quando chegava num hospital, “e tem tomógrafo, tem ressonância magnética…”, “Não, quero saber se tem trabalho voluntário”, aí que ele… Então, dar um abraço muito especial, um trabalho maravilhoso que vocês fazem. E agradecer aqui o doutor Emanuel Fernandes, nosso secretário do Planejamento. Emanuel é um modelo de homem público, pela seriedade, pela inteligência, pelo espírito público, nos honra muito. Foi um grande prefeito de São José dos Campos, duas vezes deputado federal, secretário do Planejamento. Agradecer o professor Giovanni, nosso secretário da Saúde. Um abraço muito especial aqui ao doutor Coríntio, e dizer que há uma historieta árabe que diz que perguntaram a uma mãe qual dos filhos ela mais amava, e ela respondeu, ela disse: “o pequenino até que cresça, o doente até que sare, o ausente até que volte”. Então, o pequenino até que cresça, quanto menorzinho, mais cuidado nós temos que ter, oferecer o máximo que a gente puder, e o doente até que sare, fazer um grande esforço de recuperar as crianças que tiveram dificuldade, para que elas possam recuperar a sua saúde.

Bom trabalho! Parabéns a todos!