Turismo Ecológico

Parque Est. da Serra do Mar

Numa região repleta de indústrias petroquímicas e a menos de uma hora da cidade de São Paulo, é possível tomar um banho nas águas cristalinas de um rio margeado por muita vegetação. Com 115 mil hectares, envolvendo 15 municípios da Região Metropolitana de São Paulo e da Baixada Santista, Cubatão é um dos núcleos administrativos do Parque Estadual da Serra do Mar.

Com quase 315 mil hectares, numa extensão que vai desde a divisa de São Paulo com o Rio de Janeiro até o município de Itariri, no sul do Estado, passando por toda a faixa litorânea, o Parque Estadual da Serra do Mar representa a maior porção contínua preservada de mata Atlântica do Brasil.

A mata atlântica já cobriu quase toda a faixa litorânea de Norte a Sul do Brasil. Hoje, o pouco que restou está protegido em parques, reservas e estações ecológicas. Em São Paulo, unidades como o Parque Estadual da Serra do Mar são administradas pela Secretaria do Meio Ambiente, por intermédio do Instituto Florestal. Nos remanescentes da mata atlântica, protegidos no Núcleo, sobrevivem fauna e flora repletas de espécies ameaçadas de extinção, como o palmito, a orquídea Laelia purpurata, o macaco-prego, o bicho-preguiça e anta ou tapir. Das matas brotam nascentes que formam riachos e rios que garantem o abastecimento de água para milhões de pessoas na Baixada Santista.

Trilhas de visitação monitorada oferecem ao visitante o contato com a natureza e a história. A trilha do Caminho do Mar é uma viagem pela história do Brasil. A atração principal é passar pelos monumentos construídos, em 1922, pelo presidente Washington Luiz para comemorar o Centenário da Independência. Pela trilha se conhece também um pouco da saga dos desbravadores rumo ao planalto, vencendo a grande barreira da Serra do Mar. Uma visão panorâmica da Baixada Santista é um dos espetáculos do percurso. Para se conhecer o Núcleo Cubatão e percorrer suas trilhas é preciso agendar as visitas com antecedência de 15 dias.