Pontos Turísticos

Largo São Bento

Daniel Guimarães Largo São Bento

Largo São Bento

No Largo de São Bento estava instalada a taba do cacique Tibiriçá, sogro de João Ramalho, e demarcava o limite do povoado que começava a se formar. A taba deu lugar a um largo, onde em 1598 foi construída uma capela em homenagem a Nossa Senhora de Montserrat, mas já em 1660 começava a instalação do Mosteiro de São Bento, numa área pertencente aos beneditinos.

A igreja ganhou o nome de Nossa Senhora da Assunção e este é o seu nome até hoje, embora seja mais conhecida como a Igreja de São Bento. Em 1650 o bandeirante Fernão Dias doou grande soma para reforma e ampliação do mosteiro e seus restos mortais foram depositados ali. Em 1864, o largo foi reurbanizado e seu movimento era intenso, causado principalmente pela localização dos dois maiores hotéis da cidade.

O velho mosteiro e a igreja desapareceram em 1910, dando lugar a uma construção maior que foi iniciada em 1911 e concluída em 1922. A última transformação veio com o metrô, durante a década de 1970, quando o largo ganhou um calçadão, bancos e jardins, e, no seu subsolo, a Estação São Bento. Todos os domingos, às 10 horas, acontece no mosteiro uma missa acompanhada por um coral que entoa belos cantos gregorianos.