Apresentação

Praias Paulistas: Um capítulo à parte

Banhadas pelas águas do Atlântico, as praias paulistas são um capítulo à parte.

São Paulo nasceu na praia de São Vicente, no litoral sul. Ao lado, Santos e Guarujá são municípios, altamente desenvolvidos. Mais ao sul, a Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Perúíbe e a Ilha Comprida. Ao norte, Bertioga, Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela. Praias de rara beleza, algumas, ainda hoje, pouco habitadas. Verdadeiros refúgios preservados, com a mata atlântica emoldurando seus recantos, que oferecem areias brancas, águas calmas, muito sol e um povo hospitaleiro.

Litoral Sul Paulista

Gilberto Marques Orla da Praia de Pitangueiras, na cidade de Guarujá

Orla da Praia de Pitangueiras, na cidade de Guarujá

As praias do litoral sul têm santuários ecológicos, áreas de mata tropical nativa e a modernização das grandes cidades. É no litoral sul de São Paulo que está uma das primeiras áreas naturais a serem preservadas no Brasil: a Estação Ecológica Juréia-Itatins. A 200 km da capital, num trecho muito recortado do litoral, a estação ecológica abriga alguns dos principais ecossistemas que existem no litoral do Estado antes de sua intensa urbanização e mantém um trabalho sistemático de preservação, pesquisa e educação ambiental graças aos projetos do governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Em 80 mil hectares de cobertura vegetal, em grande parte primitiva e intocada, existem matas de restinga, manguezais, campos de altitude, matas ciliares, banhados e algas de zona costeira. Essa variedade de ecossistemas responde pela grande diversidade da flora e da fauna da estação ecológica, um dos últimos refúgios de várias espécies. O maior rio da estação é o Una do Prelado, também chamado de Comprido, que se estende por cerca de 50 km através de uma planície de restinga e recebe diversos afluentes. Navegável em toda sua extensão, é utilizado pela população de caiçaras que habita suas margens. Uma das cidades interessantes do litoral sul é Peruíbe. Um de seus rios é dotado de uma lama negra medicinal conhecida mundialmente. Abriga parte da Estação Ecológica Juréia-Itatins, um verdadeiro santuário da vida selvagem.

Santos é uma cidade de muita importância econômica para o país, pois possui o maior porto do Brasil.

Santos é uma cidade de muita importância econômica para o país, pois possui o maior porto do Brasil. É uma das cidades litorâneas de maior desenvolvimento e infra-estrutura urbana. Em Santos é possível visitar o Museu da Pesca, o Aquário Municipal, o Museu do Café e a Fortaleza da Barra Grande.

Já a cidade de Guarujá tornou-se uma das estâncias balneárias de praias mais sofisticadas. As praias centrais são as das Astúrias e a das Pitangueiras. A praia do Tombo, de ondas bravias, pode ser perigosa para os turistas, mas é amada pelos surfistas.

O turista também não pode deixar de conhecer a Praia Grande. O nome Praia Grande vem da palavra indígena "Peaçabu". Emancipada de São Vicente em 1967, Praia Grande hoje é uma referência nacional em turismo. Suas famosas colônias de férias lotam na temporada de verão, dando um colorido todo especial à cidade. Por isso mesmo, é muito comum pessoas que moram em outras cidades manterem casas de veraneio em Praia Grande, cidade que acolhe o turista como ninguém.

Litoral Norte Paulista

As praias do litoral norte paulista se espalham em torno de pitorescas vilas de pescadores ou pequenas cidades. Ao norte de Guarujá, o primeiro município é Bertioga, onde um antigo forte ainda guarda a memória de Hans Staden, aventureiro alemão seqüestrado pelos tupinambás em meados do século XVI e que, ao escapar de ser devorado pelos índios canibais, escreveu suas memórias e fez uma série de desenhos considerados as primeiras imagens existentes sobre o Brasil.

O próximo município é São Sebastião: separado de Bertioga por dezenas de praias de mar bem azul. Fundada em fins do século XVI, a região abrigou engenhos de cana-de-açúcar e fazendas de café. Hoje, sua economia está em grande parte baseada no turismo, nas indústrias de transformação do pescado e, como segundo maior porto do Estado, também nas atividades portuárias. Cidade histórica, o centro de São Sebastião tem muitas edificações antigas, resquícios do período colonial. O município abriga 78 km de paisagens e águas exuberantes, com praias como Enseada, Cigarras, Guaecá, Toque-Toque Grande, Toque-Toque Pequeno, Paúba, Maresias, Boissucanga, Camburi, Barra do Sahy e Juquehy, entre tantas outras.

Atenção

Os textos e as informações dos sites sugeridos nesta página não são de responsabilidade do Portal do Governo do Estado de São Paulo.

É no litoral norte que fica Ilhabela, a maior ilha marítima brasileira, com quase 350 mil m² de extensão. Ilhabela, que possui 60 praias, tem-se tornado cada vez mais conhecida como o paraíso dos esportes náuticos. São 150 km de costões e praias, algumas ainda selvagens, de acesso possível apenas de barco. Quatrocentas cachoeiras cortam a vegetação formada por grande variedade de árvores e plantas do Parque Estadual de Ilhabela, e o mar atrai quem gosta de velejar, andar de iate, praticar surf e pesca submarina ou nadar. Mais ao norte, e antes da fronteira com o Estado do Rio de Janeiro, Caraguatatuba e Ubatuba conservam o cenário exuberante. Nelas, a beleza de dezenas e dezenas de praias e do mar contrasta com o perfil das montanhas recobertas pelo verde da Mata Atlântica. Os primeiros habitantes de Ubatuba foram os índios tamoios. A cidade é coroada de feitos históricos como a Confederação dos Tamoios, revolta indígena contra os portugueses.

Caraguatatuba era conhecida pelos índios tupis como "a enseada dos altos e baixos". A cidade, em sua formação geográfica, apresenta uma enseada com muitos recifes e pequenas ondulações de areia. Dessas formações rochosas nasceu a pedra do Jacaré, na Prainha, e ainda a pedra do Sapo. A beleza de Caraguatatuba é ainda maior pela passagem do rio das Pedras, com suas várias quedas d'água.

Outra região imperdível é a de Ubatuba. Fundada em 28 de outubro de 1637, seu nome originou-se de duas palavras indígenas "Uba" e "Tuba", que significam muitas canoas. Foi nas areias das praias de Ubatuba que padre Anchieta escreveu seu poema à virgem Maria com mais de quatro mil versos. Ubatuba, além de sua rica história, tem em suas belas praias um cenário ideal para suas férias. Conheça mais sobre a cidade clicando aqui.

Saiba Mais

Condições das praias